10 / 12 / 2017

Apple é investigada pela Justiça brasileira por suposta propaganda enganosa para iPads e iPhones

A suspeita é de que a capacidade bruta de memória anunciada não corresponda ao volume efetivamente disponível ao consumidor em alguns modelos de iPhones e Ipads

SÃO PAULO – O Ministério da Justiça abriu investigação preliminar para apurar suposta publicidade enganosa na divulgação da quantidade de memória disponível em smartphones e tablets da Apple, nos modelos iPad Air, iPad Mini e iPhones 5 e 6.

Segundo o DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor), a suspeita é de que a capacidade bruta de memória anunciada por tais produtos não corresponda ao volume efetivamente disponível ao consumidor nos aparelhos, o que caracterizaria publicidade enganosa e descumprimento da oferta por parte do fornecedor.

Uma eventual comprovação de capacidade inferior ao anunciado pode caracterizar violação ao Código de Defesa do Consumidor (CDC), segundo o DPDC, órgão do Ministério da Justiça.

Procurada pelo InfoMoney, a Apple ainda não se pronunciou sobre o caso.

Fonte: InfoMoney

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *